Locations of visitors to this page
Irineu, o Polemista (130-200 d.C)
Um dos maiores defensores da ortodoxia na Igreja Primitiva

Irineu (130-200 d.C), um dos Pais da Igreja, foi bispo de Lyon, hoje França, e polemista antignóstico. Como assim "polemista"? Hoje, a idéia de apologética está vinculada não só à defesa racional da fé cristã diante dos ataques seculares, mas também ao combate às heresias internas dentro do Cristianismo, porém, naquela época, não era assim. Originalmente, os apologistas, que destacaram-se bastante no segundo século, eram assim chamados porque apresentavam e defendiam racionalmente o Cristianismo diante das autoridades seculares. Já os polemistas empenhavam-se em responder aos falsos ensinos dos grupos heréticos que tentavam dividir as igrejas cristãs. Enquanto a maioria dos apologistas era do Oriente, os grandes polemistas procediam do Ocidente. Irineu foi um dos mais destacados dentre eles, e um dos primeiros.

Nascido em 130 d.C., na cidade de Esmirna, na Ásia Menor, na região onde hoje está a Turquia, Irineu era de uma família grega cristã. Ele foi influenciado pela pregação de Policarpo, bispo de Esmirna. Anos depois, Irineu mudou-se para Gália (atual sul da França), para a cidade de Lyon, onde substituiu o bispo daquela cidade, que havia sido martirizado em 177 devido à intensa perseguição aos cristãos da época.

Justino Mártir, outro dos Pais da Igreja, também exerceu grande influência sobre Irineu. Justino era um apologista, enquanto Irineu era, como já explicamos, um polemista, refutando as heresias que tentavam contaminar as igrejas cristãs. Irineu foi um dos mais destacados defensores da ortodoxia bíblica, do Cristianismo Apostólico, como era mais propriamente chamada. Sua principal obra foi Adversus Haereses (Contra as Heresias), escrita entre os anos de 182 e 188, e através da qual combatia os ensinos heréticos do gnosticismo, que por volta do ano 150 chegou ao seu auge de influência. A má influência do gnosticismo começou na época apostólica, como as cartas de Paulo (especialmente Colossenses) e João (sobretudo 1 João) demonstram. De acordo com a tradição cristã, o gnosticismo no meio cristão teve início com Simão, o mago, que aparece no relato neotestamentário sendo repreendido contundentemente pelo apóstolo Pedro (At 8.9-24). Na época de Irineu, os principais expoentes do gnosticismo, os quais Irineu menciona várias vezes em sua obra, eram Valentino e Marcion.

Irineu também é conhecido como "Pai dos Dogmas da Igreja". Ele defendeu o episcopado (pastorado), a ortodoxia, todos os pontos fundamentais do credo cristão, o cânon do Novo Testamento e a doutrina do reino milenial (literal) de Cristo na Terra. Era mais bíblico que filosófico, e foi o primeiro a escrever em sentido teológico para a igreja. Morreu martirizado em Lyon em 200 d.C.


Fonte: Revista Ensinador Cristão, Ano 10, No 40, CPAD.



BIOGRAFIAS - Irineu, o Polemista (130-200 d.C)




& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008