Locations of visitors to this page
Refutando as Heresias das Seitas Homossexuais
Prezados(as),
Graça e Paz do Senhor Jesus Cristo
Bendito seja Deus, o Senhor de nossas vidas
A Razão do nosso viver

Primeiramente gostaríamos de dizer que este artigo não tem como objetivo "atacar" o homossexual em sí. E sim refutar heresias que servem de apoio ao homossexualismo na Igreja de Cristo. Pois a Palavra de Deus é bem clara ao dizer que tais relações é abominável aos olhos do Senhor. São doutrinas de Satanás que tende a distorcer de uma forma gravíssima a Palavra de Deus.


Os homossexuais têm o direito de serem cristãos?
Todo cidadão tem o direito de ser o que quiser desde que não infrinja as leis do Estado. Então, um homossexual têm sim o direito de ser cristão. Porém, o real sentido em ser cristão é se arrepender pelos seus pecados e buscar por uma vida em santidade com Cristo Jesus. Ora, se o homossexualismo não é pecado, então o que é pecado? Pecado é TUDO AQUILO que transgride a lei de Deus. Apóstolo Pedro já dizia no livro de Atos 3.19: "Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor". E a Palavra de Deus, desde o seu princípio, é muito bem clara ao dizer que o homossexualismo é abominável aos olhos do Senhor.

O Cristianismo em sí corre um grande risco, hoje em dia, de sofrer uma invasão de "teologia liberal". Ou seja, se hoje em dia o homossexualismo não é pecado, então amanhã o adultério/fornicação também não será mais pecado. E depois, desonrar pai e mãe também não será mais pecado. Adorar aos outros deuses também não será mais pecado. E, por fim, matar também não será mais pecado chegando numa conclusão que condenação e inferno não existem mais. Cuidado, povo de Deus! Cuidado!

E se o povo homossexual exige muito por respeito, saiba que a Igreja também exige por respeito em suas normas e fé. Não existe pastores homossexuais. Não existe igrejas homossexuais. Não existe cristãos homossexuais. São lobos disfarçados de ovelhas com o objetivo de sujar o tapete da Igreja com doutrinas satânicas desviando o povo da verdade. O homossexualismo é pecado. E sim! Há um jeito de abandonar essa vida: arrepender-se de todos os erros e se entregar por completo aos pés do Senhor Jesus Cristo. Amém.

No site da Igreja Cristã Contemporânea, uma seita homossexual, foi postado um artigo defendendo o homossexualismo segundo as Sagradas Escrituras. Segundo eles é uma defesa da fé. O certo seria uma defesa do pecado. Vejamos abaixo:


1) Jônatas e Davi - Namoro ou Amizade?
Os defensores da "homossexualidade cristã" simplesmente maldaram 2 Samuel 1.26 que diz o seguinte:

"Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; quão amabilíssimo me eras! Mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres."

O que dizer então do beijo que Judas, o traidor, deu no Senhor Jesus Cristo antes de entregá-lO? Judas seria homossexual? Cristo seria homossexual? [Que Deus nos perdoe].

Davi falou da grande amizade entre ele e Jônatas em termos de mútua admiração, dedicação e união de propósitos. Jônatas acatara sem inveja, nem amargura, a escolha do Senhor por Davi, como o próximo rei (1 Sm 20.13-16).

Nos comentários da Bíblia Apologética de Estudo da ICP diz que a palavra hebraica ahaváh não tem apenas um único sentido, mas vários. Vejamos:

Amor Paternal - "E amava Isaque a Esaú, porque a caça era de seu gosto, mas Rebeca, amava a Jacó" (Gn 25.28).
Amizade - "Assim Davi veio a Saul, e esteve perante eles, e o amou muito, e foi seu pajem de armas" (16.21).
Amor a Deus - "Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças".
E amor ao próximo - "Não te vingarás nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o SENHOR" (Lv 19.18).

Em todos estes exemplos, o verbo usado na Bíblia é ahaváh.

Ao declarar que o amor que sentia por Jônatas ultrapassava o de mulheres, Davi não quis inserir nenhuma conotação erótica. Aliás, o amor das mulheres era algo que Davi conhecia muito bem. Sua poligamia com Mical, Abigail, Ainoã, Maaca, Agita, Abital e Eglá e seu adultério com Bate-Seba são provas cabais da forte atração que Davi sentia pelo sexo oposto (3.2-5; 11.1-27; 1Sm 18.27; 25.42,43).

No fórum do site Arminianismo.com mostra a seguinte relação entre Davi e Jônatas:

1. Quando Davi nasceu, Saul já era Rei e Jônatas era líder do exército de Israel (Atos 13.21; 2 Samuel 5.4), isso significa que Jônatas teria facilmente entre 20 à 35 anos a mais que Davi, o que no caso seria uma relação quase pedofilia.

2. A diferença de idade sugere que o amor gerado entre eles está mais relacionado a um amor de pai para filho que, por sua vez, sem dúvida, é maior que o amor das mulheres.


2) Procriação sim, mas e os eunucos?
Está escrito no Evangelho de S. Mateus 19.11-12:

"Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido. Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o."

Os defensores da "homossexualidade cristã" acreditam que na parte "eunucos que assim nasceram no ventre da mãe" se referem aos homossexuais.

Ainda no fórum do site Arminianismo.com o forista Nathanael refuta com clareza tais doutrinas heréticas. Segundo o forista, o eunuco de nascimento é aquele que sofreu anomalias genéticas, problemas congênitos, má formação, enfim, que nasceu com os órgãos sexuais impossibilitados. Normalmente causado pelo mal desenvolvimento testicular enquanto ainda feto. Essa situação se denomina "Eunucoidismo". É óbvio que alguém nessa condição não pode receber a palavra que Jesus trouxe, pois se encontra impossibilitado de ter filhos ou de se tornar uma só carne.

Outros argumentos do forista no Arminianismo.com:
1. Levando em conta que eunucos eram homens e se formos considerar que Jesus isentou os eunucos de nascimento (sendo eles o que os homossexuais dizem ser) chegaremos a consideração final de que não há menção sobre as lésbicas, ou seja, o texto estaria sugerindo que os homens homossexuais estariam isentos desta palavra, mas então, e as mulheres?

2. O texto trata de 3 grupos de pessoas que não podem se casar, se o homossexual entende que o texto está se referindo ao segmento homossexual, os mesmos estão afirmando que: É IMPOSSÍVEL QUE UM HOMOSSEXUAL SE CASE TORNANDO-SE UMA SÓ CARNE OU UMA SÓ PESSOA.

Os outros eunucos baseiam-se no seguinte.
Eunucos castrados pelos homens - Estes são aqueles que foram submetidos a um processo de orquidectomia (remoção dos testículos) ou, em alguns casos, apenas de pnectomia (remoção do pênis). O motivo especial era para que o eunuco não tivesse relações com as concubinas do palácio.

Eunucos por causa do Reino dos céus - Estão relacionados diretamente as pessoas que escolheram não se casarem e conseqüentemente não terem filhos. Estas pessoas fizeram isso por causa do Reino dos céus, a denominação para esse comportamento é o celibatarismo.

Uma outra questão também, é que os defensores dessa heresia usam os versículos 37 e 38 do livro de Atos capítulo 8 como prova que os homossexuais podem se batizar.

"E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou."

O forista Nathanael ja nos responde: "Diria que essa não é a resposta do Espirito Santo a todos os homossexuais que pretendem se batizar exclusivamente, mas sim a resposta do Espirito Santo a todos os pecadores convertidos que debaixo da confissão em Jesus Cristo descem as águas do batismo".


3) Sodoma e Gomorra (Genesis 18-19)
Os defensores das heresias homossexuais dizem que há séculos muitos cristãos acreditavam que Sodoma e Gomorra foram destruídas devido ao homossexualismo presente naquelas cidades. E, ainda segundo eles, se fosse uma questão de homossexualidade pura e simples, por que haveria Ló de oferecer suas filhas virgens? Ele não seria tão estúpido para oferecer mulheres a um bando de homossexuais abusadores. Se ele ofereceu suas filhas, é porque sabia que os mesmos não eram homossexuais.

Em um ponto, os hereges estão certos. Sodoma e Gomorra não foram destruídas apenas devido ao homossexualismo.

O forista Nathanael no fórum Arminianismo, comenta:
"Não podemos ser tendenciosos ao ponto de declarar que Deus destruiu a cidade de Sodoma somente por causa da homossexualidade, ou somente pela prática deste pecado neste terra. A homossexualidade estava presente em todas as outras cidades dos caldeus, assim como nos demais povos pagãos onde havia ou tolerância ou incentivo a prática homoafetiva, se fosse este o caso, as demais nações e cidades estariam tão intoleráveis diante de Deus como a cidade de Sodoma.

A bíblia nos diz que "eram maus os homens de Sodoma, e grandes pecadores contra o SENHOR." (Genêsis 13.13). Neste caso a questão não seria o pecado de Sodoma, mas os pecados de Sodoma."

O forista Nathanael também refuta no que foi dito em referência a Gênesis 19.5-8:
"E chamaram a Ló, e disseram-lhe: Onde estão os homens que a ti vieram nesta noite? Traze-os fora a nós, para que os conheçamos. E disse: Meus irmãos, rogo-vos que não façais mal;
Eis aqui, duas filhas tenho, que ainda não conheceram homens; fora vo-las trarei, e fareis delas como bom for aos vossos olhos; somente nada façais a estes homens, porque por isso vieram à sombra do meu telhado.
"

Segundo o forista do Arminianismo, quando se tenta excluir o ato homossexual neste texto, normalmente se isola a proposta dos moradores de sodoma e coloca-se a ênfase sobre a xenofobia, neste caso, argumenta-se que o verbo "yada" (conhecer) neste texto significaria apenas "ser apresentado", embora possa ser traduzido desta forma, toda a linguagem da conversa tem conotação sexual, de forma que Ló oferece suas filhas para serem profanadas em lugar dos visitantes. O caso é que não eram simples homossexuais, eram criaturas completamente depravadas, ávidas por sexo de todas as formas, a tradução do judeu André Chouraqui, "A Bíblia – No Princípio" procura trazer de forma literal as descrições do texto, neste caso: “Faze-os sair até nós, vamos penetrá-los” (Gn 19:5). “Tenho duas filhas que homem algum jamais penetrou” (Gn 19:8).

A questão é que os homens rejeitam as filhas porque naquela situação o seu desejo é puramente homossexual e xenofóbico. Como vemos no versículo 9 de Gênesis 19: "Eles, porém, disseram: Sai daí. Disseram mais: Como estrangeiro este indivíduo veio aqui habitar, e quereria ser juiz em tudo? Agora te faremos mais mal a ti do que a eles. E arremessaram-se sobre o homem, sobre Ló, e aproximaram-se para arrombar a porta."

Abrangendo a questão neste momento, podemos expor os pecados de Sodoma:
- Gula, preguiça, incompaixão, soberba e abominações (incluindo homossexualismo e idolatria - Lv. 18.22, 20.13; Dt 7.25 e Ez 16.29,50)

- Fornicação e relações sexuais fora da natureza (referência a prática homoafetiva - Judas 1.7)

- Injustiças, vida dissoluta (entregue ao pecado) e práticas abomináveis. (1Pe 2.7,8).

- Adultérios, falsidade, impunidade, endurecimento. (Jr 23.14).

Ainda segundo o forista Nathanael:
Por outro lado, isso não exclui a condenação de Deus a essa prática, seja de forma expressa na sua palavra ou de forma prática no juízo sobre Sodoma, é histórico e tradicionalmente concebido seja pela igreja ou pelo judaismo que os Sodomitas eram envolvidos em diversas práticas sexuais tidas como ilícitas, tal tradição se faz presente ao ponto do nome sodomita se tornar associado a prática do sexo anal, seja na bíblia em suas advertências, nas conversações populares ou até mesmo nos meios científicos. No caso bíblico, temos a palavra sodomita (Arsenokoitesum, cf.: 1 Co 6:9 e 1 Tm 1:10) que significa claramente: aquele que se deita com um macho como com uma fêmea, sodomita, homossexual.


4) Levítico 18.22 e 20.13
"Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;" (18.22)
"Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles." (20.13)

Segundo tais defensores, os cristãos vivem na Nova Aliança e não estão sujeitos a estas proibições da lei de Moisés. Um grande exemplo é que não precisamos mais guardar o sábado, podemos comer carne de porco, etc. E esses defensores incluem também a prática homossexual.

Ainda seguindo a linha de raciocínio do forista Nathanael do Arminianismo: Isso é ignorancia, não guardamos sábados porque o mesmo não é reafirmado no NT, mas guardamos o seu proposito, comemos porco, e outros porque essas coisas hoje são saudáveis para nós, não oferecem risco para a nossa saúde. O que está sendo ignorado é que os estatutos de Deus não são sem propósito e são para o bem do povo, leiam: "Disse-lhes: Aplicai o vosso coração a todas as palavras que hoje testifico entre vós, para que as recomendeis a vossos filhos, para que tenham cuidado de cumprir todas as palavras desta lei. Porque esta palavra não vos é vã, antes é a vossa vida; e por esta mesma palavra prolongareis os dias na terra a qual, passando o Jordão, ides a possuir." (Dt 32:46-47).

Na questão alimenticia, nas praticas higiênicas e nas orientações de se colocar os doentes em quarentena, Deus está livrando o seu povo das contaminações deste mundo.

Isso não tem nada haver com moralidade, isso tem haver com prevenção e zelo, na lei de Deus observamos orientações cerimoniais, morais e estas de linha preventiva, peço que não se façam associação com a doutrina adventista que usa os mesmos termos (moral e cerimonial), minha intenção é expor apenas o que vale e o que não vale no NT e não abordar a validade total dos 10 mandamentos. (nota: os adventistas fazem a separação para tentar validar a obrigatoriedade da guarda do sábado.)

As leis cerimoniais são sombras que apontam para Cristo, o templo, o tabernáculo o sacerdócio, e na ordenação de perfeição do sacerdote citado pejorativamente pelos teohomos "ninguém da tua descendência, nas suas gerações, em que houver algum defeito, se chegará a oferecer o pão do seu Deus[...]. Estas coisas tem por finalidade revelar a Cristo, sua obra e pessoa.

As leis de prevenção como foi dito tem por finalidade manter o povo saudável, "puro", incontaminado, enfim livre de enfermidades que coloquem em risco a sobrevivência da nação.

Por fim, as leis de ordem moral, revelam os padrões de Deus, aquilo que ofende a sua santidade, enfim, o que é pecado, neste ponto a homossexualidade, a idolatria, e as obras da carne no geral se enquadram, Cristo não aboliu a Lei, Ele a cumpriu, bem distante de anular a Lei, Cristo disse que: "E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei" (Lucas 16:17);
"Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus." (Mateus 5:18-19).

O que quero dizer é que Cristo não aboliu os padrões de moralidade de Deus, estes padrões são reafirmados no NT, os mandamentos são reafirmados (com exeção do sábado) e por isso a Lei de Deus hoje está no gravada no coração dos crentes, na pessoa do Espírito Santo.
Ensinar que Cristo anulou a moralidade da mesma forma que anulou "o consumo de camarão" é algo até estranho de escrever e ensinar algo desta linha é se tornar condenável diante de Deus.

O que eles querem dizer quando dizem "Hoje, como cristãos, vivemos na Nova Aliança ou tempo da graça e não estamos sujeitos a estas proibições da lei de Moisés; tanto é que, por exemplo, não guardamos os sábados, comemos carne de porco, camarões (Deuteronômio 14,3-21), alimentos com sangue" é algo do tipo [editado na parte em negrito]:

"Hoje, como cristãos, vivemos na Nova Aliança ou tempo da graça e não estamos sujeitos a estas proibições da lei de Moisés; tanto é que, por exemplo, não guardamos os sábados, comemos carne de porco, camarões (Deuteronômio 14,3-21), alimentos com sangue, temos relações com pessoas do mesmo sexo, matamos, roubamos, idolatramos, mentimos, adulteramos, fornicamos, invejamos, e glória a Deus! Somos livres em Cristo para pecar".

Conseguem perceber a incoerência quando se quebra a eloquencia do discurso e se revela o que está por trás?!


5) Romanos 1.21-28
"Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;"

Trecho a seguir foi retirado do site MelodiaWeb:
No site [da Igreja Contemporânea] eles afirmam que o que está escrito em Romanos 1 é em relação ao sexo sem amor, estupro ou pedofilia. Não é em relação ao sexo homossexual, pois se for feito com amor, é lícito. Isso é uma tremenda deturpação da Palavra! Paulo simplesmente está dizendo: "as mulheres começaram com o sexo anal e agora os homens tomaram o exemplo e também estão praticando esse sexo que é imoral!" Isso está explicíto no texto! A Igreja Contemporânea é que deu voltas e voltas para desmentir a verdade. Mas o texto é direto, sem rodeios. Vai contra a natureza, vai contra o que Deus criou.

Infelizmente, as pessoas querem criar para si doutrinas que corroborem com suas próprias vontades e desejos. Por isso distorcem a Palavra levando consigo centenas de pessoas. Isso está bem escrito em 2Tm 4:3: "Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas."

Existem algumas outras heresias homossexuais, mas só esse pequeno artigo já está de bom tamanho para mostrar como essa "teologia" é tão incoerente e mentirosa.


Pesquisamos através do Fórum Arminianismo, da Rádio MelodiaWeb e da Bíblia Apologética da ICP.


Seja bendito o Nome do Senhor desde agora e para sempre, amém.


Marcell de Oliveira
Webmaster Protestante Online



Links Relacionados

DEFESA DA FÉ CRISTÃ - Refutando as Heresias das Seitas Homossexuais



& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008